Histórico


Votação
 Dê uma nota para meu blog


Outros sites
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis
 Revista Planetária - ArtForum Internacional
 Fórum Internacional de Mulheres do Futuro pela Paz do Planeta
 Universidade Planetária do Futuro
 Academia de Artes e Poéticas 'Clarice Lispector'
 Cidade Artes do Mundo - Grupos ARTFORUM
 Artforum Brasil Unifuturo - Mundo Melhor
 Manifesto Verde Pela Paz da Humanidade e do Planeta
 Maison D'Art Ana Felix Garjan
 Ana Felix Garjan Gallery
 Ana Felix Garjan - Poesia da Alma Azul
 Universidade Planetária do Futuro - Grupos ARTFORUM Brasil XXI
 Aureum Visio - Zélle Bittencourt


 
Fórum Cultural de Mulheres do Futuro


Homenagem à arte e poesia de mulheres continua até maio de 2012



Imagem de um dos pôsteres da coleção " As Mulheres São Muitas. São como flores".
Montagem e design pela Maison D'Art Ana Felix Garjan, março 2012.



Após o movimento do 'Mês Internacional de Mulheres 2012' - 4 anos, promovido pelos Grupos ARTFORUM Brasil XXI e organizado pela diretora cultural e artista plástica Ana Felix Garjan, o Fórum Cultural de Mulheres do Futuro divulgará
exposições, poemas, artigos, homenagens e eventos de arte, cultura e ciências, após a Semana Santa, bem como divulgará exposições virtuais de artistas plásticas, poetisas e escritoras de destaque no mundo da arte.

Votos de Paz para a Humanidade!


Brasil, 04 de março de 2012


Coordenação do Fórum Cultural de Mulheres do Futuro 2012


Links relacionados:

Fórum Internacional de Mulheres pela Paz do Planeta
http://fórumdemulheresdofuturo.zip.net

Sociedade de Mulheres do Futuro
http://sociedademulheresdofuturo.blogspot.com.br/

Cidade Cultural do Mundo
http://forumculturaldomundo.zip.net

Revista Planetária do Futuro
http://revistaartforumcultural.blogspot.com



Escrito por Artforum Br & anafelixgarjan às 23h41
[] [envie esta mensagem] []



Homenagem a artistas plásticas, poetisas e escritoras

A Mulher São Muitas. São como flores.

Nesta noite de 31 de março iniciamos homenagens a mulheres que são estrelas e brilham através das artes, da literatura e da poesia.

Durante o mês de março - Mês Internacional de Mulheres 2012- fizemos pesquisas e tivemos diálogos com diversas mulheres, bem como divulgamos alguns pôsteres especiais para registrarmos os quatro anos
do 'Fórum Internacional de Mulheres do Futuro pela Paz do Planeta', cujo blog foi aberto em 3 de março de 2008, e no Dia Internacional da Mulher, 8 de março, iniciamos a programação "Mês Internacional de Mulheres, para divulgarmos artes, poemas, artigos e matérias especiais para celebrarmos a conquista das mulheres, a partir do início do século XX.

Resumo sobre o Fórum Internacional de Mulheres pela Paz do Planeta

Esse roteiro foi iniciado em 2006, através de páginas referentes às mulheres, no site ARTFORUM Brasil - Portal Mundo Melhor, que motivou a organização da Sociedade de Mulheres do Futuro. A partir de então organizamos uma comunidade no Orkut intitulada "Sociedade Mulheres do Futuro", depois um blog no Fotoblog "Fórum de Mulheres pela Paz do Planeta".

Tudo que é pensado, analisado e realizado por Ana Felix Garjan possui um elo, um enredo cultural que já está registrado na Internet, através dos sites e blogs da ARTFORUM UNIFUTURO, em outros sites e redes. Nada é feito em nome de vãs filosofias ou credos, nada resulta de simples postagem sem bases culturais que possuem valor humanista e visão planetária.

Assim, os Grupos ARTFORUM Brasil XXI - 12 anos, os fóruns culturais e artísticos, os sites coordenados por Ana Felix Garjan e Equipe Artforum, e a Universidade Planetária do Futuro- Ano III estão preparados para homenagear nomes de personalidades culturais e artísticas que se dedicam, também, a desenvolver uma trajetória cultural e artística que estejam voltados para verdadeiros valores de nossa sociedade brasileira.

Temos imensa satisfação de homenagear mulheres de outros países, além de nomes que estão no grande livro da humanidade, pois se dedicaram às grandes causas humanas, sociais, educacionais, culturais e cientícas, e, especialmente, às mulheres que trabalharam em prol da paz da humanidade e dos sagrados Direitos Humanos, ao longo do século XX e nesse início do século XXI.


Brasil, 31 de março de 2012

Fórum Cultural de Mulhe
res do Futuro

Fórum Internacional de Mulheres do Futuro pela Paz do Planeta
http://forumdemulheresdofuturo.zip.net

Coordenação: Ana Felix Garjan
Grupos ARTFORUM Brasil XXI
Cidade Cultural do Mundo
http://forumculturaldomundo.zip.net

Sites relacionados da ARTFORUM UNIFUTURO XXI
www.cidadeartesdomundo.com.br

www.artforumunifuturobrasil.org

http://projetoartforumuniversidade.blogspot.com

http://revistaartforumcultural.blogspot.com

http://cidadeartesdomundo.blogspot.com



Escrito por Artforum Br & anafelixgarjan às 23h57
[] [envie esta mensagem] []



Essas Mulheres Maravilhosas - Coluna Destaque Raimundo Nonato



A coordenação geral do Fórum Cultural de Mulheres do Futuro tem a satisfação em divulgar eventos que possuam relevância, valor cultural, artístico e social.

Nessa noite do 30 de março de 2012 está acontecendo uma grande festa nesse início do ano de 2012, na cidade de Taubaté - São Paulo, promovida pela 'Coluna Destaque Raimundo Nonato', que organiza, há 31 anos, a festa PRÊMIO 'ESSAS MULHERES MARAVILHOSAS 2012'.

As convidadas receberão o Diploma de Honra ao Mérito e participarão de jantar de gala, nos belos salões da FABELLE BUFET, em Taubaté - São Paulo.


Selo personalizado dos Correios em homenagem aos 30 anos da Coluna Destaque Raimundo Nonato, que foi homenageado em 
2011, através de diversos eventos em Taubaté - SP e em outras cidades.


O Senhor Raimundo Nonato recebe seus convidados para festejar mais um ano de sucesso em seus eventos sociais, que hoje apresenta a exposição especial 'Tons Femininos', organizada pela curadora da Fundação Osvaldo Goeldi, e oferece o Prêmio "ESSAS MULHERES MARAVILHOSAS - Edição Brasil 2012".

Parabéns ao grande colunista Raimundo Nonato, por seu trabalho que possui excelência profissional!

 


Programação do evento

Horário: 22 horas - Fabelle Buffet (Taubaté/SP)
Animação: Star Band e show do Núcleo de Dança Mística Gitana e outras atrações
Exposição: Tons Femininos (Fundação Oswaldo Goeldi)
Lançamento livro: Alimento da Alma Volume VI (Jane Rossi - All Print Editora)
Mulheres de sucesso de todo o Brasil sendo homenageadas numa noite de luxo e requinte
Organização: Coluna Destaque Raimundo Nonato (30 anos de Colunismo Social)


Brasil, 30 de março de 2012

Fórum Cultural de Mulheres do Futuro

Grupos ARTFORUM Brasil XXI
Revista Planetária - ArtForum Internacional
http://revistaartforumcultural.blogspot.com


Divulgamos:
* Coluna Destaque Raimundo Nonato:
http://colunadestaqueraimundononato.blogspot.com.br/


Divulgação de Arte e Cultura:
Ana Felix Garjan
www.lamaisondart-anagarjan.com.br


Escrito por Artforum Br & anafelixgarjan às 23h37
[] [envie esta mensagem] []



Novo espaço cultural de mulheres

 

 


O 'Mês Internacional de Mulheres' foi registrado no 'Fórum Internacional de Mulheres do Futuro pela Paz do Planeta', em outros blogs dos Grupos ARTFORUM Brasil XXI, no Facebook e no Orkut.

O atual 'Fórum Cultural de Mulheres do Futuro' passa a dar continuidade à programação do Fórum Internacional de Mulheres do Futuro pela Paz do Planeta, onde foram registradas diversas matérias culturais, bem como artigos em defesa dos direitos humanos, exposições de arte, fotografia e homenagens.

Nesse espaço "Fórum Cultural de Mulheres do Futuro" haverá exposições homenagens, divulgação cultural e artística de mulheres.

 

A programação "A Mulher São Muitas, São como flores", seguirá até o mês de Maio que terá programação especial durante o mês, numa organização de Ana Felix Garjan.


Links relacionados:

Fórum Internacional de Mulheres pela Paz do Planeta
http://fórumdemulheresdofuturo.zip.net

Sociedade de Mulheres do Futuro
http://sociedademulheresdofuturo.blogspot.com.br/

Cidade Cultural do Mundo
http://forumculturaldomundo.zip.net

Revista Planetária do Futuro
http://revistaartforumcultural.blogspot.com

Brasil, 28 de março de 2012

Ana Felix Garjan

Grupos ARTFORUM Brasil XXI
Universidade Planetária do Futuro



Escrito por Artforum Br & anafelixgarjan às 22h58
[] [envie esta mensagem] []



Homenagem à filósofa Hannah Arendt - Mês Internacional de Mulheres

No Mês Internacional de Mulheres, nossa homenagem à memória da filósofa e humanista alemã Hannah Arendt.

A filósofa escreveu uma das mais importantes obras conhecidas no mundo: 'A condição humana', que alguns importantes críticos dizem representar "uma das mais brilhantes análises da natureza, do mecanismo, da complexidade do pathos e do significado da ação".
'A condição humana' é considerada a obra mais impactante de Hannah Arendt, que apresenta reflexões pertinentes no mundo contemporâneo.
 
Pôster em homenagem à memória de Hannah Arendt

A marca mais importante do pensamento de Hannah foi o de ter sido uma pensadora humanista.

Neste fim do programação do Mês Internacional de Mulheres 2012 - "A Mulher São Muitas. São como flores", a Sociedade Cultural de Mulheres do Futuro e o Fórum Internacional de Mulheres do Futuro pela Paz do Planeta - 4 anos, homenageiam a memória da grande filósofa política Hannah Arendt, que desde jovem foi vítima da perseguição nazista, em seu próprio país, a Alemanha.

Neste Mês Internacional de Mulheres do Futuro 2012 - "A Mulher São Muitas. São como flores", a Sociedade Cultural de Mulheres do Futuro e o Fórum Internacional de Mulheres do Futuro pela Paz do Planeta - 4 anos, homenageiam, com grande honra, a memória da grande filósofa política Hannah Arendt, que desde jovem foi vítima da perseguição nazista, em seu próprio país, a Alemanha.

A filósofa escreveu uma das mais importantes obras conhecidas no mundo: 'A condição humana', que alguns importantes críticos dizem representar "uma das mais brilhantes análises da natureza, do mecanismo, da complexidade do pathos e do significado da ação".
Em 1941 Arendt é contratada, em Nova York, como colunista em um jornal de língua alemã, e em 1944 ele, Heinrich, assume a direção da Comissão para Reconstrução Cultural Judaico-Européia. Passam-se os anos e em 1951 Hannah publica "As origens do totalitarismo", e adquire a cidadania norte-americana. Em 1955 ela é nomeada professora em Berkeley em em Princeton.
 
No ano de 1958 ela publica a obra "Condição humana", em 1963 publica Sobre a revolução; Seu marido morre aos 71 anos, em 1970, em em 1975 Hannah Arendt morre na noite de 4 de dezembro, vítima de ataque cardíaco. Deixou um importante legado através de suas obras.

Homenagem a Hannah Arendt, pela Sociedade Cultural Mulheres do Futuro



Hannah aprofundou sua reflexão crítica ela questiona sobre a neutralidade aparente da ciência, a euforia em torno do progressivo tecnicismo em um "mundo no qual as palavras perderam seu poder" e a humanidade poderia se ver como escravizada pela contradição entre o conhecimento técnico, o pensamento que leva ao revela ao raciocínio discursivo, e por extensão, à origem da ação política.

Hannah Arebndt nasceu em 14 de outubro de 1906, em Linden, subúrbio de Hannover, Alemanha. Passou sua infância e adolescência em Königsberg, ( atual Leningrado) - a cidade de Kant. Em 1924 ela é aprovada na Universidade de Marburg, onde conheceu Heidegger. No ano seguinte passa um trimestre em Freiburg, estudando com Husseri, e nesse período Hannaconhece Günther Stern, com quem se casou.

Em 1929 Hannah conclui seu doutorado, na cidade de Heidelberg, e muda-se para Berlim, onde se casa com Günther Stern. Mas em 1933 ele foge para Paris, e Hannah é presa. Ao sair da prisão ela foge com sua mãe para Praga, Genebra, e depois segue para Paris. Separa-se do marido em 1936, e segue para Nova York, onde conhece o poeta e filósofo Heinrich Blüchner, com quem se casa.


Em 1941 Arendt é contratada, em Nova York, como colunista em um jornal de língua alemã, e em 1944 ele, Heinrich, assume a direção da Comissão para Reconstrução Cultural Judaico-Européia. Passam-se os anos e em 1951 Hannah publica "As origens do totalitarismo", e adquire a cidadania norte-americana. Em 1955 ela é nomeada professora em Berkeley em em Princeton.

No ano de 1958 ela publica a obra "Condição humana", em 1963 publica Sobre a revolução; Seu marido morre aos 71 anos, em 1970, em em 1975 Hannah Arendt morre na noite de 4 de dezembro, vítima de ataque cardíaco. Mas sua morte fez nascer seu importante legado que deixou com suas obras.

Síntese interpretativa, por Ana Felix Garjan

Brasil, 28 de março de 2012

Ana Felix Garjan

Socióloga, escritora, poetisa, artista plástica
Projeto "Sociedade Cultural Mulheres do Futuro"
http://sociedademulheresdofuturo.blogspot.com.br/

Fórum de Mulheres do Futuro - Cultura da Paz, Defesa do Planeta

Fórum Internacional de Mulheres do Futuro Pela Paz do Planeta

Academia de Artes e Poéticas Clarice Lispector
http://cidadeartesdomundo.blogspot.com



Escrito por Artforum Br & anafelixgarjan às 00h31
[] [envie esta mensagem] []



Abertura da Revista Internacional de Letras e Culturas - ArtForum

O Fórum Cultural de Mulheres do Futuro inicia seus trabalhos, apresentando o projeto: Revista Internacional de Letras e Culturas, idealizado por Ana Felix Garjan, diretora cultural dos Grupos ARTFORUM  Brasil XXI - 12 anos, e presidente-executiva do Universidade Planetária do Futuro - Ano III.

O projeto em foco será um espaço multicultural de divulgação das artes, letras, literaturas, filosofias, ciências e tecnologias, como resultado de nossos roteiros e projetos idealizados no Fórum Internacional de Mulheres do Futuro pela Paz do Planeta - 4 anos.

Nesse ano de 2012, a programação do Mês Internacional de Mulheres organizou mais uma vez o roteiro cultural "A Mulher São Muitas. São como flores", para darmos continuidade a esse projeto que nasceu em março de 2008. Essa revista será organizada a partir do mês de maio, para estar relacionada, também, com o blog 'Academia de Letras e Artes Clarice Lispector', que foi organizado em 2008 pela escritora Ana Félix Garjan, para prestar homenagem à obra da importante filósofa, escritora e poetisa brasileira, Clarice Lispector.

O Fórum Internacional de Mulheres do Futuro pela Paz do Planeta cumpriu seus objetivos, no período de março de 2008 a março de 2012. A partir de hoje, dia 28 de março de 2012 iniciamos um novo blog intitulado: Fórum Cultural de Mulheres do Futuro, para darmos continuidade ao movimento do Mês Internacional de Mulheres - 2012, que está realizando o roteiro "A Mulher São Muitas. São como flores", que terá seu encerramento será no próximo dia 31 de março de 2012. A princípio pensamos que essa blog seria intitulado 'Revista Internacional de Letras e Culturas' - ArtForum, mas consideramos que já existe a 'Revista Planetária - ArtForum Internacional' que possui foco nas artes e poéticas de mulheres. Assim resolvemos que a 'Revista Internacional de Letras e Artes' será organizada em outro blog especial.

Hoje iniciamos novos roteiros metodológicos relacionados com o Fórum Internacional de Mulheres do Futuro pela paz do Planeta - 4 anos, através desse novo fórum: O Fórum Cultural de Mulheres do Futuro, através de exposições de artistas plásticas, pintoras, fotógrafas, designers, assim como divulgação de poemas, artigos, reflexões sobre assuntos da sociedade contemporânea e o papel importante da mulher na gestão do presente e do futuro; Homenagens serão feitas a nomes de destaque na história cultural do Brasil e da humanidade.

Esse atual 'Fórum Cultural de Mulheres 2012' divulgará, também, artigos que possuam temas, temáticas, assuntos e reflexões sobre as questões da mulher, dos direitos humanos, bem como divulgará a produção cultural a artística de mulheres que se apresentam e se destacam em diversas redes sociais como no Orkut, Facebook e Twitter.

Desejamos que este espaço multicultural dos Grupos ARTFORUM Brasil XXI na Internet, seja como tantos outros blogs e sites coordenados por Ana Felix Garjan, que possuem como objetivo principal a divulgação da cultura humanista-planetária; Que seja mais uma uma nave cultural de paz, arte e filoosofias, na perspectiva da construção de novos caminhos que contribuam com a construção de um novo mundo melhor, através da contribuição efetiva e de mulheres que trabalham em prol da paz e das artes.

Nessa segunda década do século XXI o futuro é real, é aqui-agora, que é o resultado da sinergia dos tempos entre o ontem e o amanhã.

 

Temos grande honra em divulgarmos o artigo da Profa. Dra. Ana Paula de Barcelos, publicado no dia 8/03 de no site do Instituto Mullenium

Uma reflexão para o
Dia Internacional da Mulher

8 de março de 2012
Autor: Ana Paula de Barcelos

 

Comemora-se neste dia 8 de março mais um Dia Internacional da Mulher. A data evoca sempre um sabor acridoce. Ao mesmo tempo em que recorda as vitórias já conquistadas pela luta feminina, a própria existência do Dia Internacional da Mulher – e a pertinência de tal espécie de comemoração continuar a existir – lança luz sobre o fato de que, em 2012, o gênero ainda é um fator determinante de muitos problemas que atingem as mulheres. Mas não é o caso de permitir que a melancolia domine os festejos. Muito já foi feito por aquelas que vieram antes de nós, e ainda há muito a fazer. Assim, gostaria de compartilhar apenas uma reflexão para este dia, sobre o tema da construção da autoestima da mulher na sociedade brasileira contemporânea. Embora não se trate de uma questão exclusivamente feminina, ela recebe um impacto específico dos problemas de gênero nos dias que correm.

A Lei Maria da Penha tem sido celebrada, com razão, como um mecanismo importante na luta contra a violência doméstica e familiar dirigida à mulher. Essa violência, nos termos da própria lei, pode assumir várias formas: física, psicológica, sexual, patrimonial e moral. A luta contra a violência doméstica e familiar tem, no mínimo, dois fronts. O primeiro é o front dos agressores. A lei visa a intimidar os potenciais agressores, punir os agressores efetivos e impedir a reincidência. O segundo front, porém, é o das vítimas. O legislador bem percebeu a complexidade do problema ao identificar que a violência contra a mulher não causa apenas danos físicos ou financeiros: muitas vezes ela causa um “dano emocional e diminuição da autoestima” que prejudica “o pleno desenvolvimento” e a “autodeterminação” da mulher. Essa espécie de dano, embora mensurável por instrumentos diversos daqueles classicamente utilizados pelo direito, não é, por isso, menos relevante. Ao contrário: o dano psicológico e emocional muitas vezes acompanhará a mulher por toda vida, limitando-a em seu desenvolvimento pessoal.

A lei, ciente das limitações do direito para lidar com essa espécie de dano, prevê a figura da equipe multidisciplinar, composta por profissionais especializados nas áreas psicossocial e de saúde, além de profissionais da área jurídica. Por mais difícil que seja trabalhar com essa espécie de fenômeno, ele existe, é muitíssimo relevante e não pode ser ignorado. A humildade do direito – no sentido de reconhecer os seus limites e interagir com outros campos do conhecimento (como, e.g., a psicologia e a medicina) – potencializa enormemente sua capacidade de transformação. O problema da construção da autoestima da mulher, no entanto, envolve muitos outros aspectos.

De acordo com o conhecimento já consolidado na psicologia, o período mais relevante para a construção da autoestima de um ser humano é a infância. A internalização, pelo indivíduo, da compreensão de que ele é importante e valioso em si mesmo, independentemente do que ele faça ou de como ele seja tratado por outras pessoas, depende em boa medida de ele haver recebido, quando criança, essa espécie de mensagem afetiva dos adultos que estavam ao seu redor. Se uma criança recebe constantemente a mensagem de que só é querida e valiosa se e quando se comporta de determinada maneira, sua autoestima sofrerá danos importantes. Ocorre que adultos, no mais das vezes, reproduzem os padrões sociais nas suas relações, inclusive com as crianças que estão em sua área de influência. E, no caso das meninas-mulheres, esses padrões têm sido particularmente cruéis.

Socialmente, o valor intrínseco de uma mulher – e é apenas natural que essa mensagem seja transmitida às meninas – continua profundamente vinculado a elementos externos a ela. Como regra, uma mulher é considerada valiosa por conta do que faz, por sua performance, e não em si mesma. Assim, mulheres são valorizadas se forem boas filhas, boas companheiras, boas mães, boas gestoras domésticas, boas profissionais e, ainda, se forem lindas e magras. Tudo isso junto e ao mesmo tempo. Para as meninas, aplica-se uma adaptação desses padrões: elas valem se forem boas filhas, se tiverem coisas (mochilas, tênis, roupas, celulares), se forem lindas e magras, se forem queridas pelos outros, se tirarem boas notas na escola. As exigências que esses padrões sociais formulam para atribuir algum valor a uma mulher são tão grandes que o fracasso é certo.

O problema é gigantesco e assustador, mas esse é um dos desafios da nossa geração: contribuir para a construção de novos padrões sociais, de acordo com os quais o valor intrínseco de uma mulher – aliás, o valor intrínseco de qualquer pessoa – não dependa das funções que ela desempenhe socialmente, da sua performance ou das escolhas que ela faça. Pessoas são valiosas em si mesmas e mulheres são pessoas.



Brasil, 27 de março de 2012

Ana Felix Garjan
Diretora cultural e curadora de arte
Coordenadora de projetos especiais
dos Grupos ARTFORUM Brasil XXI - 12 anos
Presidente-executiva da Universidade Planetária do Futuro - Ano III

Links:

* Fórum Internacional de Mulheres do Futuro Pela Paz do Planeta - 4 anos
http://forumdemulheresdofuturo.zip.net

* Cidade das Artes do Mundo
http://cidadeartesdomundo.zip.net

* Academia de Artes e Poéticas "Clarice Lispector"
http://cidadeartesdomundo.blogspot.com

* Revista Planetária - ArtForum Internacional
http://revistaartforumcultural.blogspot.com

* Universidade Planetária do Futuro - Ano III
http://projetoartforumuniversidade.blogspot.com

Site Universidade Planetária do Futuro
http://universidadeolanetariadofuturo.webstarts.com/index.html
...



Escrito por anafelixgarjan às 20h30
[] [envie esta mensagem] []




[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]